1 BRL = 0.98 PLN

Wielkopolska (Grande Polônia)

Wielkopolska1_1170.jpg

Wielkopolska (Grande Polônia) - Grande história, grande aventura.

A região de Wielkopolska é considerada o berço do estado polonês com a primeira capital - Gniezno.

Poznań – a capital de Wielkopolska é uma das cidades mais importantes para a economia do país, sendo, desde o ano de 1920, um importante centro de feiras internacionais de comércio. A parte mais antiga da cidade é a ilha de Ostrów Tumski. Na Catedral de São Pedro e São Paulo encontram-se os túmulos do Príncipe Mieszko I e do seu sucessor Bolesław Chrobry (o Bravo), o primeiro rei da Polônia.

O Mercado Antigo (Stary Rynek) é rodeado por pitorescas casas burguesas de várias épocas que hoje em dia abrigam lojas, cafés e restaurantes. Debaixo de arcadas vendem seus produtos os artistas locais. O lugar é bastante visitado e animado, principalmente nos meses de verão, quando a vida se prolonga até às horas tardias da noite.

Fotolia 94531136 Subscription Monthly XXL

Um dos principais monumentos é a prefeitura antiga localizada a meio da praça. Todos os dias às 12 horas, da torre da prefeitura se ouve um toque de corneta, seguido de um espetáculo tradicional. Da porta situada em cima do relógio da torre, saem dois cabritos de madeira e chocam-se doze vezes com seus chifres. Os interiores da prefeitura abrigam o Museu Histórico da Cidade de Poznań. À esquerda da prefeitura erguem-se as casas de comerciantes do séc. XVI. Debaixo das suas arcadas se encontram as bancas de artistas locais e vendedores de lembranças. A Galeria Arsenal, é um dos mais importantes salões de exposição de arte moderna.

O Castelo Real do séc. XIII foi construído em cima de uma colina situada a noroeste da Praça Antiga. Inicialmente usado como sede dos príncipes da Grande Polônia, depois se tornou a residência real. Hoje abriga o Museu de Artesanato.

Indo a oeste, junto ao parque, situa-se o Grande Teatro de Ópera. Em seguida ficam os terrenos das Feiras Internacionais de Poznań com 24 hectares de superfície. Atrás da área das Feiras, junto à Rua Zwierzyniecka, estende-se o mais antigo parque zoológico da Polônia, inaugurado em 1854.

Na parte sul da cidade, nas margens do lago Malta, localiza-se o Centro de Esporte e Lazer “Malta”, com um grande parque e modernas pistas de regatas onde são organizados os campeonatos internacionais de remo. A pista de esqui tem um revestimento especial que permite o seu uso o ano inteiro. Ao lado funciona uma pista de trenó de verão. Ao longo da costa norte do lago circula um pequeno trem turístico. As apresentações do Festival Internacional de Teatro “Malta” também se realizam na Malta.

é um importante centro cultural do país. Muitos excelentes pintores e escultores contemporâneos saíram da local Academia de Belas Artes. A agenda de eventos da cidade está sempre cheia.

Stary Browar (Antiga Cervejaria) é um centro de comércio e arte criada numa antiga fábrica de cerveja do século XIX. Além de lojas, existem lá jardins, clubes, um parque, um centro de arte e um hotel.

A maior atração de Gniezno é a Catedral - o local de coroação dos reis poloneses da dinastia Piast e o lugar de encontro de Boleslaw Chrobry com o imperador alemão Oto III. É aqui onde se encontram as famosas portas "Drzwi Gnieźnieńskie," fundidas de bronze, um dos mais importantes monumentos românicos da Europa.

Castelos de Grande Polônia

A sul de Poznań encontra-se o castelo de Kórnik com um museu de móveis, armas, pinturas e com uma biblioteca. O Palácio de Rogalin, do século XVIII, preserva uma decoração de interiores históricos e uma coleção de pintura europeia do séc. XIX e XX. O castelo de Rydzyna, com seus magníficos trabalhos de estuco nos interiores, é considerado uma pérola de arquitetura. O palácio situado na localidade vizinha de Rokosowo, construído no séc. XIX, está rodeado por um jardim de estilo inglês. Os dois foram transformados em hotéis. Em Antonin situa-se um interessante palacete de caça. Este edifício em madeira de quatro andares foi visitado por Frédéric Chopin e hoje tem um pequeno museu dedicado ao compositor. No palácio funciona também um hotel.

O museu ferroviário de Wolsztyn tem uma coleção única de carruagens e locomotivas que todos os anos podem ser admiradas no mês de maio durante o “Desfile de Locomotivas a Vapor”. É o único lugar da Polônia e da Europa que manda suas locomotivas para puxar os trens regulares. No terreno do museu encontram-se umas 30 peças de frota ferroviária única. Uma das mais preciosas é a "Bela Helena", locomotiva a vapor Pm36, produzida na Polônia em 1937, que atingia a velocidade máxima de 130 km/h. No local expõem-se também os antigos edifícios ferroviários.

Licheń Stary – a maior igreja da  Polônia

O segundo santuário polonês visitado com a maior frequência, seguindo a Częstochowa, é o de Licheń. No seu território situam-se duas igrejas. A mais antiga, de estilo neogótico, dedicada a Santa Doroteia, guarda no seu interior a imagem da Nossa Senhora de Licheń (Matka Boża Licheńska) do século XVIII. A outra é uma basílica gigante, a maior igreja da Polônia, a sétima da Europa e a décima primeira do mundo. Seu interior, composto de cinco naves, faz lembrar as basílicas dos primeiros anos do cristianismo. Suas torres com 128 metros de altura são as mais altas entre as construções sacras da Polônia. No território do santuário há também uma Via Sacra que chama atenção dos visitantes com sua forma de fortificações de conto de fadas, abrigando capelinhas e numerosas figuras.

Mas Wielkopolska não é apenas a história. Os turistas vão descobrir lá os lugares extremamente valiosos e encantadoras paisagens naturais. Tem também uma rede de ciclovias e pistas de hipismo, lagos e rios, onde se pode desfrutar de desportos aquáticos.

Wielka Pętla Wielkopolski (Grande Laço de Wielkopolska) é a rota fluvial mais longa de Wielkopolska. Tem uma boa infraestrutura para praticar motonáutica e canoagem, bem como uma rede de marinas, portos seguros e slips para canoas, assegurando assim a possibilidade de descanso, refeição ou restauros técnicos.

O Parque Nacional da Grande Polônia situado apenas a 15 km a sul de Poznań é o habitat de javalis, cervos, veados, raposas, texugos, martas, lebres e mais de 200 espécies de aves. É um sítio ideal para caminhadas e passeios de bicicleta.

A base da culinária de Wielkopolska eram, ao longo dos anos, os pratos à base de batatas e farinha. Muitos restaurantes servem também czernina – uma sopa cujo ingrediente principal é o sangue de patos misturado com caldo. No entanto, a guloseima mais famosa associada sobretudo a Poznań são croissants de São Martinho, que uma vez por ano, a 11 de novembro, são comidos em grandes quantidades pelos habitantes da cidade. Os bolos estão enchidos com sementes de papoila branca e frutos secos. Segundo reza a lenda, o primeiro padeiro que fez este bolo se baseou numa ferradura perdida pelo cavalo de São Martinho nos subúrbios de Poznań.

Apenas no dia de São Martinho os habitantes de Poznań e numerosos visitantes consomem cerca de 250 toneladas, ou seja, 1,25 milhões de croissants!

Saiba mais sobre a região:

www.wielkopolska.travel

PLANEJE SUA ROTA

Planeje uma viagem
Quatnas pessoas?
1
Por quanto tempo?
2 dias

Boletim de Notícias