Warsaw 5 ºC
1 EUR = 4.32 PLN
Contacte-nos

A região da Baixa Silésia (em polaco: Dolny Śląsk) é um lugar excecional e sem igual no mapa da Europa. Era aqui, no cruzamento de antigas rotas comerciais, onde durante vários séculos se encontravam culturas diferentes, deixando um património de estilos excecionais e tradições de inapreciável valor histórico. Hoje em dia, os turistas de todo o mundo vêm à Baixa Silésia não só para ver fantásticos castelos ou palácios bonitos, mas também para contemplar uma rica natureza, ainda pouco descoberta.

  • A cachoeira Szklarka, montanhas Sudety
    A cachoeira Szklarka, montanhas Sudety
  • Montanhas Stolowe
    Montanhas Stolowe
  • Praça Principal de Wroclaw
    Praça Principal de Wroclaw
  • Pavilhão do Centenário, monumento da UNESCO
    Pavilhão do Centenário, monumento da UNESCO
  • Igreja da Paz, Swidnica. Monumento da UNESCO
    Igreja da Paz, Swidnica. Monumento da UNESCO
  • Mina de ouro em Zloty Stok
    Mina de ouro em Zloty Stok
  • Ladek Zdrój, uma das cidades termais da região
    Ladek Zdrój, uma das cidades termais da região
  • Castelo de Czoch
    Castelo de Czoch
  • Castelo de Ksiaz
    Castelo de Ksiaz
  • Pico Sniezka, Parque Nacional Karkonosze
    Pico Sniezka, Parque Nacional Karkonosze

Wrocław (a Capital Europeia da Cultura de 2016) é uma das mais dinâmicas cidades polacas. Foi eleita a Capital Europeia da Cultura para o ano de 2016, resultando esta escolha em muitas atrações para turistas. A cidade combina uma modernidade criativa com o património histórico milenar.

Uma das rotas turísticas mais interessantes da região é a Rota Europeia de Castelos e Palácios. Dezasseis palácios e castelos fantásticos situados numa rota de 750 km junto a uma natureza selvagem e belas paisagens criam imagens inesquecíveis que ficarão na memória dos transeuntes por muito tempo. Uma das atrações absolutamente obrigatórias para os turistas que procurem segredos da história e um ambiente verdadeiramente casteleiro é o imponente castelo Książ, um dos maiores da Polónia e também da Europa. No início era uma fortaleza pertencente à família medieval Piast, mas a sua história deixou muitos marcos pelo que ainda hoje se pode descobrir neste castelo mais do que um estilo arquitetónico. Książ era também a residência de uma conhecida família europeia de Hochber, sendo provavelmente a sua proprietária mais famosa a condessa Daisy von Pless. Foi graças a ela que aqui apareceram recantos românticos,  caminhos, terraços e um jardim com palmeiras contíguo ao castelo onde se pode hoje em dia fugir ao barulho da cidade.

A seguir, a Rota de Castelos e Palácios leva-nos a Kotlina Jeleniogórska onde estão espalhadas como pérolas as antigas moradias da alta nobreza como o palácio Wojanów, o palácio de Łomnica ou o palácio de Staniszów. Estes são lugares onde não poderá encontrar uma arquitetura bonita e uma excelente cozinha com altos padrões de atendimento, uma vez que foram convertidos em hotéis. Rodeados de belos parques, desenhados pelos arquitetos paisagísticos mais conceituados da Europa dessa altura, as residências orgulham-se de estar situadas ao lado da rainha das montanhas Karkonosze: o pico de Śnieżka.

Os turistas que procuram um descanso ativo, e que se queiram deleitar pela natureza inata, o local ideal para visitar são os parques nacionais como Karkonoski Park Narodowy i Park Narodowy Gór Stołowych situados no sul da Baixa Silésia. No verão, as montanhas Karkonosze refrescam com o seu ar puro e riachos com águas bravas, encantando com voçorocas e cataratas mágicas. No inverno, por sua vez, os amadores de neve podem aproveitar numerosas pistas de esqui alpino e corta-mato, contemplando paisagens de névoa como nos contos de fadas.

O verdadeiro orgulho desta região são os monumentos da UNESCO, ou seja, as Igrejas da Paz de Świdnica i Jawor e a Hala Stulecia de Wrocław. Estas igrejas são monumentos sacrais com uma história única. Construídas após a Guerra dos Trinta Anos, tinham uma regulamentação restrita: não podiam estar situadas dentro das cidades mas sim fora das suas fronteiras; não podiam ser construídas em pedra ou tijolo mas com materiais não duráveis; e as obras de construção não podiam demorar mais de um ano. Tudo isto para que as igrejas protestantes permanecem o menor tempo possível. No entanto, o destino fez com que estes monumentos resistissem à prova do tempo e hoje em dia podemos admirar as Igrejas da Paz construídas sem pregos, tijolos ou pedras.

Mais uma paragem na rota dos monumentos da UNESCO é a Hala Stulecia com a sua pérgola e o maior chafariz multimédia da Polónia. Construída no início do século XX por Max Berg, desempenhava o papel de um centro cultural e de diversão da cidade na altura. Foi o primeiro edifício construído na totalidade em betão armado, tendo a maior cúpula da Polónia. Hoje em dia é palco de eventos culturais, desportivos e comerciais, albergando famosas estrelas da música, dança, teatro, políticos e desportistas. O terreno em torno dela é ideal para passeios e para um descanso à sombra de árvores centenárias.

Esta região impressiona, causando uma sensação de admiração. Aqui podem praticar hipismo, escalada, experimentar a diversidade da bonita cidade de Wrocław, deleitar-se com o ambiente das pequenas cidades românticas, descobrir o passado e sonhar com o futuro. Convidamo-lo para uma viagem à Baixa Silésia!

 Saiba mais sobre a região:

dolnyslask.travel

A nossa morada
Organização Polaca de Turismo
Delegação para Espanha e Portugal
calle Princesa 3 duplicado, local 1310
28008 Madrid, Espanha